A família é atualmente um tema muito discutido em todas as camadas da sociedade. E dentro das igrejas evangélicas não poderia ser diferente. Existe na Bíblia o registro de muitas famílias: grandes e pequenas, importantes e humildes, unidas e desunidas, amorosas e frias.

 

E foi nesse momento que eu comecei a pensar em algo: tão importante quanto tomar decisões, é saber tomar as decisões certas, alinhadas com a Palavra de Deus e a Sua vontade.

 

Um bom exemplo para nós é a história de Noemi e Rute.

 

A história começa com um homem tomando uma atitude (que ele julgou ser correta), buscando uma vida melhor em outro lugar. Mas que ele acabou encontrando muitas dificuldades nesse caminho.

 

Elimeleque achou que Deus não poderia cuidar dele e de sua família. Como resultado dessa escolha, ele e seus dois filhos morrem, deixando Noemi e suas duas noras viúvas. E é justamente nessa hora de dor e conflitos que uma pessoa se destaca, tomando algumas atitudes: seu nome é Rute.

 

Rute demonstra uma incrível disposição para vencer (Rt 2.2). Apesar de toda dor, aquela família consegue se reerguer( isso se chama resiliência).

 

Rute demonstra um forte senso de compromisso com a sua família (Rt 1.16,17). Ela promete fazer de tudo para que elas permanecessem sempre juntas.

 

Rute tinha santas expectativas (Rt 2). Quando as duas chegaram a Belém era época da colheita (Rt 2.23). Ela tomou a decisão certa na hora certa: buscar refúgio sob as Asas do Deus Altíssimo.

 

Que Deus nos dê essa mesma força e capacidade para tomar decisões certas. Para o nosso bem e o da nossa família.

 

Deus abençoe a todos

Rev. Alessandro Alvarenga